18 de Junho, 2024

AGENDA – Irene Pimentel na Tertúlia da Biblioteca de Alcântara

A influência dos refugiados da 2ª Guerra Mundial na vida e no desenvolvimento de Portugal

Dia 29 de maio, Carlos Campos Ventura acolhe Irene Pimentel na Biblioteca de Alcântara para mais uma Tertúlia de fim de tarde.

Irene Pimentel

PODEM COMEÇAR POR AQUI

Já ouviram falar do ano 1938?

Portugal, país neutral durante a II Guerra Mundial, foi um dos raros portos de abrigo europeus para grande número de refugiados, em particular judeus, fugidos às perseguições políticas e anti-semitas do regime nacional-socialista alemão. Ironicamente, foi numa ditadura autoritária e nacionalista, com simpatias pelo anticomunismo e antiliberalismo do regime nazi alemão, que muitos refugiados, com costumes diferentes, comportamentos sociais e opiniões culturais e políticas diversas se relacionaram com os portugueses. A ausência de anti-semitismo na ideologia salazarista, o facto de o regime ditatorial português, apesar de ter semelhanças com o regime nazi, se ter diferenciado em aspectos essenciais do alemão, assim como as circunstâncias geopolíticas da neutralidade portuguesa acabaram por possibilitar a salvação através de Portugal de muitos dos perseguidos pelo nacional-socialismo. A sua entrada no país foi, porém, dificultada, particularmente pela Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE), a sua presença apenas tolerada enquanto estadia temporária de trânsito e o exílio definitivo impedido, nomeadamente a partir de 1938, ano em que se assistiu na Alemanha a uma nova etapa de radicalização do anti-semitismo nazi. Foi então que o regime de Hitler enveredou pela “emigração”/expulsão de todos os judeus dos seus territórios, bem como pela “arianização” da sua propriedade, e que os países onde se poderiam refugiar, ainda antes do início da II Guerra Mundial, fecharam as suas fronteiras, o mesmo acontecendo em Portugal.

Please follow and like us:
Pin Share

Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Follow by Email