17 de Junho, 2024

Foi uma coisa muito feliz!

MOVIMENTOS E ASSOCIAÇÕES | Projeto #ECOS – Livro Laboratório de Escrita para Teatro | Entrevista Ricardo Correia – Casa da Esquina

Ricardo Correia reagiu com a espontaneidade que lhe é característica quando o questionámos sobre a avaliação do processo de escrita criativa para teatro que dinamizou nos últimos meses no âmbito do projeto #ECOS e que agora vai ter expressão escrita e impressa num livro que será divulgado amanhã no Museu do Aljube – Resistência e Liberdade em Lisboa: foi uma coisa muito feliz! afirmou, sem hesitar, por duas ou três vezes seguidas.

Os indicadores de sucesso tinham sido claramente preenchidos de forma positiva na sessão realizada online no dia 4 de março com os autores das peças que serão publicadas a exprimirem um grau de satisfação pouco comum com a experiência vivida. O desafio lançado de criar pequenas peças relacionadas com a Resistência antifascista acabou por ser agarrado pelos participantes do projeto de forma individual mas também coletiva. A cooperação e a partilha estiveram omnipresentes nas interações que foram desenvolvidas ao longo dos meses de trabalho em coletivo.

Uma experiência inovadora

“Foram convocadas geografias e mobilizados olhares muito diferentes sobre a Resistência e podemos afirmar que foi uma coisa boa. O online surgiu afinal de contas como um reforço e não como uma barreira ou dificuldade” adiantou-nos Ricardo Correia numa primeira abordagem à experiência que conduziu.

“A primeira ação das Leituras facilitou a aprendizagem destes meios de animação e armou-nos com as técnicas que possibilitaram o funcionamento do laboratório. De fato procurámos potenciar a capacidade de escrita de cada um dos participantes e, para surpresa nossa, nenhum desistiu. Estiveram sempre presentes apesar de muitos deles terem imensas ocupações” esclareceu o Diretor Artístico da Casa da Esquina, uma estrutura de criação e programação de Coimbra, parceira do #ECOS.

Manter ligações futuras

Quanto ao futuro, ou seja, as hipóteses de manter ligações ativas entre os membros deste grupo de autores, Ricardo Correia adiantou “Estamos a ponderar todas as possibilidades e certamente encontraremos uma forma de viabilizar as propostas que têm surgido para que o método colaborativo utilizado permaneça ativo para outras e novas situações”.

Quanto ao livro, ele será distribuído pelas Bibliotecas e pelas Escolas de Teatro e poderá constituir-se como uma ferramenta de apoio à criação teatral e ao melhor conhecimento do teatro contemporâneo a nível local, nacional e até internacional.

© Imagens do projeto €ECOS e no destaque Agente Norte

Please follow and like us:
Pin Share

Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Follow by Email