18 de Junho, 2024

50º aniversário da Frente POLISARIO

Meio século de resiliência, determinação em impor a existência

Bouchraya Hamoudi Bayoune, Primeiro-Ministro saharaui

CHAHID EL-HAFEDH (Campos de refugiados saharauís) – 12-04-2023 | O Primeiro-Ministro saharaui, Bouchraya Hamoudi Bayoune, reafirmou que a Frente Polisario está a celebrar este ano o 50º aniversário da sua criação, tendo como pano de fundo um crescente reconhecimento do direito legítimo do povo saharaui à liberdade e à independência.

Citado pela agência noticiosa SPS, Bouchraya Hamoudi Bayoune afirmou esta terça-feira à noite que a celebração do 50º aniversário da criação da Frente Polisario surge num contexto “particular” marcado pela continuação da luta armada, retomada após a violação do cessar-fogo, em vigor desde 1991, por Marrocos, a 13 de Novembro de 2020.

O Primeiro-Ministro saharaui e presidente do Comité Nacional que supervisiona a preparação das celebrações comemorativas do 50º aniversário da criação da Frente Polisario acrescentou: “O povo saharaui quer enviar a mensagem de que continua a sua luta até à vitória e independência em todo o território da República Saharaui, utilizando todos os métodos disponíveis, incluindo a luta armada”.

Salientou também que “estão em curso preparativos para comemorar o evento que traça 50 anos de existência e de construção institucional do Estado saharaui em vários campos”.

Bouchraya Bayoune disse também que as celebrações “assistirão à organização de grandes desfiles militares, para além de conferências e seminários políticos sobre os 50 anos de existência da Frente Popular de Libertação de Saguia el-Hamra e Rio de Oiro (Polisario), que deu ao povo saharaui o seu valor em todo o mundo e permaneceu inabalável apesar das conspirações e alianças urdidas contra ele.

Segundo o primeiro-ministro saharaui, o evento, que terá lugar em Ausserd, nos campos de refugiados saharauis, sob o lema “Meio século de resiliência, determinação em impor a existência”, verá a participação de muitos amigos do povo saharaui de diferentes países “que reafirmarão nesta ocasião o seu apoio à justa causa saharaui”.

A nível internacional, Bouchraya Bayoune afirmou que o povo saharaui aproveitará esta oportunidade para recordar à comunidade internacional que a organização de um referendo de autodeterminação “é a única opção” para a resolução do conflito no Sahara Ocidental, ocupado por Marrocos desde 1975.

Fonte: A Viagem dos Argonautas | João MP Machado | Divulgado por Helena Rato

Please follow and like us:
Pin Share

Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Follow by Email