17 de Junho, 2024

Irene Martins, infalivelmente solidária

IRENE MARTINS | 14 de abril de 2022

Os filhos de Irene Martins fizeram chegar informações sobre o seu funeral. “Ela descansa no centro do PFI, as visitas são possíveis a partir de sexta-feira 15/04 às 9h. A cerimónia acontecerá na quarta-feira, 20 de abril, às 9h, na igreja de Saint-Marc, em Grenoble, seguida da cremação”

De forma particularmente gentil agradeceram “a presença ao lado dela durante todos estes anos. Ela amava-vos” escreveram. Informaram ainda que “Uma caixa de doação também estará disponível para associações em que a mãe esteve envolvida”. Isabelle, Joaquim e Peggy.

Manuel Branco

Camarada e amigo da Irene Martins, Manuel Branco de Grenoble sinalizou a sua perda com palavras de emoção e de gratidão pela sua ação militante.

“Acabo de saber a triste notícia da morte de Irene, seu coração que nunca abandonou os outros, acabou de deixá-la. Mulher de convicção, amante da boa comida e sobretudo da sobremesa, jovial e carinhosa, aberta ao confronto de ideias, sempre de bom humor, infalivelmente solidária. A sua partida deixa a todos nós, aqueles que a conhecemos, num grande vazio, no final de um caminho onde ela ainda tinha muito a fazer. Uma vida agitada na luta contra a injustiça, o obscurantismo, os direitos das mulheres e dos homens.
Ela nos deixa um último testemunho no livro ODTI que será lançado no final do mês.
Manual”

Direção da AEP61/74

Maria Irene Martins era membro da AEP61/74-Associação de Exilados Políticos Portugueses.

“MANIFESTAÇÃO DE PESAR

A DIREÇÃO DA AEP61/74 – ASSOCIAÇÃO DE EXILADOS POLÍTICOS PORTUGUESES, em nome dos órgãos sociais, vem comunicar aos associados e a todos os amigos e companheiros da associação o falecimento da nossa amiga e camarada Maria Irene Martins. Uma morte súbita que nos chocou a todos e todas e que nos entristece profundamente.Maria Irene Martins foi até este dia em que nos deixou uma militante de causas e de desafios permanentes que a tornaram, particularmente no seio da comunidade de Grenoble em França, numa mulher de luta, de solidariedade e de generosidade sem limites para com os outros.Aos seus familiares exprimimos os nossos pêsames e aos amigos mais próximos vimos partilhar os nossos sentimentos de tristeza.

13 de abril de 2022A Direção da AEP61/74″

Associação Memória Viva

Não podíamos deixar de destacar a expressão de sentimentos e as referências que a Associação Memória Viva divulgou nas Redes Sociais, tendo em conta o fato de Irene Martins ser membro daquela associação.

“Soubemos ontem à noite da morte de Irene Martins.
Ativista antifascista, feminista e anticolonial de Grenoble, foi membro da associação Mémoire vive / Memória viva.
A nossa associação presta-lhe hoje homenagem. Os nossos pensamentos vão para a sua família e para os seus muitos amigos.
Irène fez parte, nomeadamente, de um grupo de mulheres imigrantes organizado em torno da associação ODTI e do comité de desertores de Grenoble. Imprescindíveis na redação, paginação e distribuição do jornal O Alarme, também montaram uma espécie de “planeamento familiar autogerido” para as mulheres imigrantes, dando aulas de educação sexual, informando e fornecendo contracepção e abortos (então clandestinos) em boa condições, em conjunto com as equipas médicas locais”.

Please follow and like us:
Pin Share

Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Follow by Email