18 de Junho, 2024

Conta-me como foi, memórias e gerações para além das fronteiras (1)

DOSSIÊ MEMÓRIAS CÁ E LÁ | Marinha Grande | Saint-Maur | Apresentação genérica do DOSSIÊ (1)

A iniciativa 48X48, temporalidades portuguesas ao espelho, dinamizada no âmbito da Temporada França-Portugal 2022 por centros de investigação da Universidade Paris-Nanterre (CRILUS ) e da Universidade de Coimbra (CES), criou um método que inquestionavelmente favorece a diversidade de olhares e sobretudo a reflexão sobre temas que se situam no campo das memórias sociais.

Colocar face-a-face duas práticas com jovens estudantes, em dois países diferentes (Portugal e França) levou-nos a adotar esse método, de forma necessariamente adaptada e humildemente limitada, para tratar duas dinâmicas que ocorreram recentemente na Marinha Grande, em Portugal e em Saint-Maur na região parisiense.

Em duas escolas secundárias, uma em cada país, alunos, professores e a comunidade escolar viveram experiências de trabalho sobre as memórias locais que mobilizaram as energias e as competências dos protagonistas, tendo sido na circunstância o Sem Fronteiras e a AEP61/74 os dinamizadores das ações levadas a efeito. Na capital do vidro prevaleceu uma abordagem pelo lado da comunicação e o jornal online foi a referência prática para todos os participantes. Já nas terras de Saint-Maur e Champigny, onde existiu o maior bidonville português de todos os tempos, a lógica associativa e as memórias dos membros da associação foi a pedra de toque das atividades realizadas.

Lycée d´Arsonval | Saint-Maur

Memórias cá e lá

Quando os mais jovens entram em cena, na pesquisa e na conversa sobre memórias que se relacionam com a opressão, a persecução e a repressão, a aventura vale a pena.

Mas que energia , que dinâmica, que entusiasmo as ações práticas adquirem nas plataformas intergeracionais. Não são só uns a contar como foi, são muitos a procurar perceber o que é que aconteceu e sobretudo a definir o que não deve repetir-se.

Estes dois pólos territoriais são parte integrante do projeto europeu PEOPLE-Europa para os Cidadãos – que está a promover em diversos países e em vários espaços de cultura, de cidadania e de educação na Europa o debate sobre as perseguições, a opressão e a repressão em países nos quais existiram regimes totalitários de forma prolongada.

Marinha Grande no 25 de Abril

Conta-me como foi

Quem são os protagonistas desta aventura coletiva?

Territórios: Marinha Grande em Portugal e Saint-Maur / Champigny em França;

Locais: Escolas na Marinha Grande (Acácio Calazans Duarte e Guilherme Stephens) e Lycée d´Arsonval em Saint-Maur-des-Fossés;

Participantes: Alunos e alunas do 2º e 3º ciclo e professores do Grupo de História do Agrupamento de Escolas da Marinha Grande Poente. Alunos e alunas do Lycée D´Arsonval do 11º e do 12º ano e professores de história do estabelecimento de ensino secundário francês.

Participantes externos às escolas: na Marinha Grande, estiveram durante a jornada os ex-exilados e antifascistas António Aires Rodrigues e Pedro Correia. No Lycée d´Arsonval participaram nas atividades com os alunos João Heitor, Joaquim Nunes e Manuel Tavares (antifascistas e exilados, sendo que João Heitor e Manuel Tavares residem na região parisiense).

Âmbito das atividades: na Marinha Grande as memórias do 25 de abril e as famílias da resistência. Em Saint-Maur, a Semana da Memória organizada na escola secundária pelos alunos e pelos professores.

Atividades realizadas

Exposição: quer na Marinha Grande quer em S. Maur estiveram patentes exposições nos espaços de circulação da comunidade escolar e abertas a todos os alunos.

Na Redação do Sem Fronteiras: pesquisa e produção de conteúdos por parte de alunos organizados em grupos cobrindo as diversas valências: peças escritas, fotografia, vídeo (Calazans Duarte – manhã);

Teatro comunitário: reviver os momentos-chave do 25 de Abril. Preparar de forma criativa, em pequenos grupos, e depois teatralizar para todo o coletivo uma cena muito curta (Guilherme Stephens, de tarde).

O Grande Debate: com uma moderação facilitadora da tomada de palavra, tipo Grande Debate, ex-exilados apresentam os seus percursos e as ideias-força que defendem para a sociedade atual.

Ilustrações sumárias da atividades

EXPOSIÇÃO MARINHA GRANDE

EXPOSIÇÃO SAINT-MAUR | mai 2022

UMA MANHÃ NA REDAÇÃO

TEATRO COMUNITÁRIO

GRANDE DEBATE

ARTIGOS E PUBLICAÇÕES DOS ALUNOS

CONTINUA | DOSSIÊ – 2- Os protagonistas

Fotos © Rémi Gruber, João Teixeira, Sandra Veiga e Carlos Ribeiro.

Please follow and like us:
Pin Share

Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Follow by Email