22 de Junho, 2024

AGENDA – A vida de um libertário e fruto-vegetariano

Lançamento da Revista A IDEIA

Museu do Aljube Resistência e Liberdade

4 de março de 2023, 15 horas | Palestra de Luis Manuel Farinha

VALE A PENA CONHECER A VIDA DESTE LIBERTÁRIO E FRUTO-VEGETARIANO

MANUEL FRANCISCO RODRIGUES, tradutor de idiomas, cidadão do mundo, foi preso no Posto da Beirã, em 15 de dezembro de 1940, transferido a 16 para a esquadra do Governo Civil e a 20 para a cadeia do Aljube. Acompanhavam-no sua mulher, Aurora Rodrigues, uma filha de tenra idade, a sogra e o sogro, o anarquista José Rodrigues Reboredo.

Vinha munido de passaporte, passado pelo Consulado de Toulouse e regressava ao país a seu pedido, depois de ter estado impedido nos Campos de Internamento de Argélès-sur-Mer, Saint Cyprien e Gurs, no Sudoeste de França (1939-1940). Personagem demasiado estranha para o Portugal de Salazar.

Como “indesejável” permaneceu no Campo de Concentração do Tarrafal, em “medidas de segurança”, de 1941 a 1945.

Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.