17 de Junho, 2024

EDITORIAL NSF – Dia Internacional das Mulheres

A CORAGEM

A persistência e a coragem das mulheres que lutaram pelo direito à interrupção voluntária da gravidez ao longo dos anos teve frutos em fevereiro 2007 com a vitória do SIM no segundo referendo nacional realizado sobre o tema. 2.237.565 portugueses e portuguesas votaram SIM.

Estas mulheres no Parlamento [foto], por ocasião dos primeiros debates sobre o aborto, declararam alto e bom som NÓS ABORTÁMOS. O aborto clandestino em Portugal situava-se entre os 100.000 e os 200.000 por ano com taxa de mortalidade na ordem dos 2%.

Para fazer face à onda crescente nos meios reacionários que pretendem uma revisão geral e radical do quadro legal vigente importa recordar que não basta ter posições acertadas sobre esta matérias. Sim, é preciso ter, também e acima de tudo, CORAGEM.

Carlos Valentim Ribeiro

Nós abortámos, mulheres de vários movimentos tomam posição nas galerias da Assembleia da República durante os debates parlamentares.

Please follow and like us:
Pin Share

Editor

Follow by Email