19 de Julho, 2024

A esquerda une-se em França

Uma nova Frente Popular em perspetiva para derrotar a extrema-direita e abrir um novo futuro

Trata-se de um acordo histórico entre todas as forças que lutam pela justiça social e pela ecologia. Os primeiros passos dados pela CGT e a CFDT em 2022 na Intersyndicale foram um bom sinal. Inesperado, no entanto, o acordo é agora acolhido com esperança e com ele abrem-se novas perspetivas políticas em França. Eventualmente a sua concretização poderá influenciar outras situações de divisão estrutural na esquerda europeia.

Listas únicas nas eleições legislativas e programa de governo dos primeiros cem dias são duas referências centrais do acordo que reúne todos os agrupamentos fundamentais da esquerda francesa desde a France Insoumise. aos Ecologistas, ao Partido Socialista, ao Partido Comunista, à Place Publique, à Génération.s e alguns outros.

Declaração conjunta

Antes de mudarmos este dia para fazer face à situação histórica do país, aos resultados das eleições europeias e à dissolução da Assembleia Nacional.

Nós apelamos à constituição de uma nova frente popular reunida em uma forma independente de todas as forças de gauche humanistas, sindicais, associativas e cidadãs. Nós somos portadores de um programa de ruptura social e ecológica para construir uma alternativa a Emmanuel Macron e combater o projeto racista de extremo direito.

Em cada circunscrição eleitoral, vamos garantir listas únicas na primeira volta. Elas serão associadas a um programa de ruptura que explicitará as medidas que serão tomadas nos 100 primeiros dias do governo da nova frente popular. O nosso objetivo é governar para responder às urgências democráticas, ecológicas, sociais e para a paz.

Em eco ao apelo dos sindicatos desta noite e da juventude, nós apelamos para que se juntem nos desfiles e manifestações.

Vamos lutar por esta nova frente popular com todas as forças políticas que compartilham esta ambição e esste espírito.

Os primeiros signatários

La France insoumise | Les Écologistes | Le Parti communiste français | Le Parti socialiste | Place publique | Génération⸱s | GRS | MRC | LRDG | L’engagement 

Editor

1 thought on “A esquerda une-se em França

  1. As perspetivas serão, seguramente, diferentes em diversas áreas, mas é óbvia a urgência de uma frente que una quem continua a importar-se com o que é importante, “à esquerda” dos “macrons” e demais “direitas” (com ou sem suásticas)! Só a ideia já é positiva… Que venha e viva a “Nova Frente Popular”!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.