22 de Junho, 2024

Dany Le Rouge à (a)ventura por Lisboa

POSTAIS DE ABRIL | Cohn-Bendit

Inauguramos com o Postal de Abril de hoje, do Carlos Campos Ventura, relatos da passagem por Portugal, no período de intensa vida política e partidária logo após o 25 de Abril de 1974, de figuras públicas europeias e internacionais que vieram partilhar com o portugueses a “aventura da Revolução dos Cravos”. A inspiração surgiu com o Prazer Camaradas de José Filipe Costa que recentemente visualizámos na Cinemateca. O convite para outros postais, desta natureza, fica feito. Outros Dany Le Rouge andaram por aí….

por Carlos Campos Ventura

Arco-Iris 

Numa noite quente do verão de 1975, por desfastio e gosto pelo espetáculo passei por um comício do então muito altivo MRPP no Coliseu de Lisboa.  

Mas a curiosidade esgotava-se rapidamente e desafiei os também presentes Daniel Cohn-Bendit e Pedro Paixão para uma volta por Lisboa à noite.  

Não sei dizer se o então MRPPista Durão Barroso estava no Coliseu, mas lembrei-me dessa noite recentemente, ao ler as brincadeiras com que o Daniel (que em 1968 ficou famoso como “le Rouge” – o Vermelho – mas quando esteve em Lisboa já era “negro” – anarquista – e agora é “verde” – ecologista) brinda Durão (que era vermelho, mas agora é laranja) no Parlamento Europeu.  

Do Pedro Paixão (que já escrevia e era culto e tinha humor, mas ainda não tinha livros publicados) lembro-me frequentemente, quando passo à porta onde ele vivia e que fica na rua desta Natural Beija-Flor.  

Encontros e desencontros, aventuras e desventuras, cores em todos os tons, olhando para trás (e para a frente) é bom verificar que, cada um à sua maneira, não desistiu de viver. 

Carlos Campos Ventura

Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.